segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

João 14:4-6 Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim

O POVO QUE É DE DEUS OUVE A PALAVRA DE DEUS

O povo que é de Deus, ouve a Palavra de Deus, quando um pastor te orientar a fazer um propósito com  Deus, observe que ele está falando a Palavra de Deus, ele não tem o direito de te cobrar resultado sobre nada, ele tem que desdobrar em oração pela fé, e ninguém tampouco tem o direito de lhe interrogar fazendo pergunta: E daí resolveu o problema? Fez como o pastor mandou? Olha nos oramos também. Não temos que ficar falando para o irmão, mesmo porque é uma responsabilidade dele com Jesus, é Jesus Cristo que vai interceder sobre tudo, e nós só devemos orar e sempre agradecer.

Perguntar não faz mal! Faz sim, quando se trata das coisas de Deus, ou queremos parecer com o apostolo Tomé? São obras do Pai e o Filho sim, este pode cobrar do Pai, por que ninguém vai ao Pai a não ser pelo filho dele o Senhor Jesus.
"Vocês conhecem o caminho para onde vou". Disse-lhe Tomé: "Senhor, não sabemos para onde vais; como então podemos saber o caminho? Respondeu Jesus: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida. 

Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim."   (João 14:4-6)
Pregadores da Palavra que querem mérito junto ao povo, ou a sua congregação, buscam um lugar no alto (púlpito) esbanja profetadas e depois pergunta ao fiel: ai meu irmão Deus te abençoou? Lembra que te falei!

Para fazer prova devemos arar para o irmão em dificuldade, para que Jesus abençoe e restaure a sua vida, quando essa benção chegar na vida desta pessoa, os sinais Jesus mostrará na sua vida, aquele que foi abençoado pela misericórdia do Senhor, virá até você e falará sobre a benção ou bençãos, ele jamais esquecerá daquilo que ouviu de sua boca.

Lembra-se quando Jesus curou os dez leprosos, e somente um voltou para agradecer, o Mestre não perguntou ele confirmou: Não eram dez e os outros?
Tenha certeza, ao ouvi um conselho e tomar como uma bussola que vai nortear sua vida, voce irá ser benevolente e fidedigno a pessoa que que te orientou, não é preciso porque o Senhor Jesus o fará por você, é como estivesse construído uma ponte sobre as águas do sofrimento e conduzido a praia da felicidade.

Hoje somos pessoas eleitas e vivemos  debaixo da graça e não mais na lei, mas temos que respeitar e buscar os mandamentos e os estatutos.
Porém, recordem que os homens de Deus, em tempos antigos, se deleitavam grandemente nos mandamentos do Senhor. Sentiam muito respeito pelos preceitos de Jeová, e amavam Sua lei. 

Se alguém dá as costas e recusa a ouvir sobre os deveres e as ordenanças, temo que não ame a Palavra de Deus em sua plenitude. Quem não a ama em sua amplitude, não a ama em sua totalidade. "Aqueles que buscam fama pergunta ao que está do lado: Parece que ele leu o que escrevi, ou alguém falou a ele, ou pergunta voce já leu o que escrevi, se deleitam com o que ouve busca informar deixando de ouvi o conteúdo que Deus está falando".

Por outro lado, os que se deleitam com a pregação de deveres, mas não dão importância às doutrinas da graça, estão igualmente equivocados. Eles dizem: “valeu a pena escutar esse sermão, pois tem a ver com a vida diária.” Agrada-me muito que pensem assim, porém, se, ao mesmo tempo, rejeitam outros ensinos do Senhor, vocês possuem sérias falhas. Jesus disse: “O que é de Deus, ouve as palavras de Deus.”

Temo que, se consideram que uma porção das palavras do Senhor são indignas de sua consideração, vocês não são de Deus. Amados irmãos, nós valorizamos as palavras do Senhor em toda sua extensão, e estamos propensos atenção dos incrédulos, até mesmo de cristãos que se omitem a evangelizar com medo de serem humilhados.

Quero finalizar deixando um texto muito importantes para aqueles que buscam no Senhor a salvação d
iz a Palavra: Se humilhar é bom mas ser humilhado é tudo, "Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei a sua terra". (2 Cr. 7:14)