terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

DE MODO DIGNO

"De Modo Digno" Culto de estudo e oração nesta terça-feira 07 de fevereiro de 2017 as 20 horas, na Igreja Missionária com a pregação a Missionária irmã Nadia Serra Serra, o tema foi "Viver de Modo Digno" do Evangelho de Jesus Cristo é uma condição realmente de nobreza, é viver renunciando os prazeres da carne,os desejos do mundo, colocando o Evangelho acima de tudo, é viver na obediência de Deus, é obedecer sem duvidar porque Deus te comissionou como fez com Felipe, "Vá para o Sul, para a estrada deserta que desse de Jerusalém a Gaza. At 8:26). No passado o A.T, aprovava uma leis para o extermínio dessas pessoas de vidas indignas para aqueles que ultrajassem as leis dos reis e monarcas, Em Efésios 4:28 e 32, fica claro quando diz: Aquele que furtava, não furte mais, antes trabalhe, fazendo com as mãos o que é bom, para que tenha o que repartir com o que tiver necessitado. Antes sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo. Sabendo-nos "Que, quando ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano. E vos renoveis no espirito da vossa mente"(v 23-24) Para a vida indigna recaia os castigo das leis praticadas pelos homens. Venha para Jesus e serás salvo se assim quiseres.
"A penacapital" que era efetuada de diversos modos: pela forca (Js 8.29 - 2 Sm 21.12 - Et 7.10) - pelo apedrejamento, que era o sistema usual (Êx 17.4 - Lc 20.6 - Jo 10.31 - At 14.5) - pelas fogueiras (Gn 38.24 - Lv 20.14 - 21.9) - pelas pauladas (Hb 11.35) - pelo arremesso do sentenciado, de cabeça para baixo, do alto de uma rocha, algumas vezes com uma pedra atada ao pescoço (2 Cr 25.12 - Lc 4.29) - pela degolação (Gn 40.19 - Jz 9.5 - 2 Rs 10.7 - Mt 14.8) - pela serração em duas partes (Hb 11.37), vindo este método da Pérsia - e pela crucificação. (*veja Cruz.) Eram numerosos os crimes castigados com a morte. E praticavam esses crimes desonrando os pais (Êx 21.15 a 17) - profanando o sábado (Êx 31.14 - Nm 15.35) - blasfemando (Lv 24.14,16 - 1 Rs 21.10 - Mt 26.65,66) - adulterando e cometendo outros pecados de lascívia (Lv 20.10 - 21.9 - Dt 22.21, 22,25 - Jo 8.5) - cometendo incesto, etc. (Êx 22.19 - Lv 20.11 - 14.16) - praticando a idolatria (Lv 20.2 - Nm 25.8 - Dt 13.6 e seg. - 17.2,7 - Js 22.20).Castigos mais leves eram ordenados segundo aquele princípio de olho por olho (Êx 21.24,25) - havia o decepamento das mãos, e dos pés (Jz 1.5 a 7 - 2 Sm 4.12) - as chibatadas, que eram uma punição vulgar - a flagelação (Dt 25.3 - 2 Cr 11.24 - Jz 8.16) - e o sofrimento pelo tronco (Jr 20.2). A restituição e a compensação eram impostas por vários delitos, como o furto, o assalto de noite às casas para roubar, o fogo às pilhas, a perda da demanda, a difamação (Êx 21.22 - Lv 24.18 a 21 - Dt 19.21 - 22.18). Muitas das punições judaicas eram provenientes do Egito, sendo o poder de vida e de morte, e do encarceramento, conferido ao monarca e a certos oficiais superiores (Gn 40.3,22 - 43.13).