domingo, 6 de dezembro de 2015

A fé dos Patriarcas ao tempo dos Reis e os dias atuais


As civilizações desaparecidas condensação
 Jacó usa uma pedra como travesseiro e
tem um sonho com una escada
Hoje temos templos luxuosos e também existem muitos templos ao tempo de céu aberto, chão batido, terra, e taipas, e templos revestidos ao ouro como nos templo de Salomão, estão surgindo nos atuais dias de hoje. 
Saindo dos megálitos, dólmens e viajamos para uma civilização moderna, deixamos para trás e esquecemos que ainda existem no mundo países sem templos e buscam sua igreja. Seus sacrifícios ainda menos visto pelas igrejas megas templos ou palácios, eles estão buscando o tempo de patriarcas, eles dormem e oram sobre as pedras com rituais druidas e ainda não são evangelizados em Cristo Jesus. É preciso fazermos algo mais.

Na Bíblia Jacó, antes de ter o famoso sonho daquela escada  que leva rumo ao céu, Jacó despertou do sonho e do sono que dormia e disse: "... Em verdade o Senhor está neste lugar, e eu não sabia! E cheio de medo prosseguiu: Que terrível é este lugar, vejamos que ele chamou de terrível este lugar. Verdadeiramente não é outra coisa que a casa de Deus e a porta do céu.

 O patriarca Jacó assustou e temeu diante do lugar que estava, temer seria respeitar o local para não cometer nada que desagradasse ao Senhor, ele temeu e disse: Que horrível é este lugar! Mas logo ao amanhecer levantou-se Jacó tomou a pedra, que tinha posto por baixo de sua cabeça, e a erigiu, lançando-lhe óleo por cima. 
Chamou a este lugar de Bétel e Disse: E esta pedra que erigi como monumento será uma casa de Deus". (Gênesis 28:16-22): Acordando, pois, Jacó do seu sono, disse: Na verdade o Senhor está neste lugar; e eu não o sabia. E temeu, e disse: 
Quão terrível é este lugar! Este não é outro lugar senão a casa de Deus; e esta é a porta dos céus. 
Então levantou-se Jacó pela manhã de madrugada, e tomou a pedra que tinha posto por seu travesseiro, e a pôs por coluna, e derramou azeite em cima dela. E chamou o nome daquele lugar Bétel; o nome porém daquela cidade antes era Luz. 

E Jacó fez um voto, dizendo: Se Deus for comigo, e me guardar nesta viagem que faço, e me der pão para comer, e vestes para vestir; E eu em paz tornar à casa de meu pai, o Senhor me será por Deus; E esta pedra que tenho posto por coluna será casa de Deus; e de tudo quanto me deres, certamente te 
darei o dízimo. (vs 16 a 22).

Vejamos que é preciso se chegar mais perto desta cena da tradição oriental que diz que as mulheres de muitas outras religiões vão a certos templos ungir com óleo o ritual como hindus, no Brasil temos costumes iguais, para a celebração de certas festas, de derramar óleo sobre menires e cobrir com flores túmulos de pessoas falecidas, como festa de crenças pagãs, na Palestinas um lugar dos mais ricos em megálitos (pedra grande) existem "undumentos" quer dizer "pedras untadas com óleos".

Volto à Bíblia, melhor digo ao patriarca Jacó que me pareceu acostumado ao erguimento de megálitos. 
Lê-se que, ele querendo fazer aliança com Labão, Jacó "pegou uma pedra e ergueu-a como monumento. E Jacó disse a seus irmãos: Trazei pedras. Eles reuniram pedras e com elas fizeram um monte e Labão chamou-o Yegar-Sahadutha e Jacó, Galaad, (original) e Labão disse: Então tomou Jacó uma pedra, e erigiu-a por coluna. E disse Jacó a seus irmãos: Ajuntai pedras. E tomaram pedras, e fizeram um montão, e comeram ali sobre aquele montão. 
E chamou-o Labão Jegar-Saaduta; porém Jacó chamou-o Galeede. Então disse Labão: Este montão seja hoje por testemunha entre mim e ti. Por isso se lhe chamou Galeede, (Gn 31:45-48). Conta que Jacó e seus irmãos ali construíram um  túmulo, este era, oferecido um jantar clássico servido ali em cima, mas não era um funeral.

 O patriarca Moisés, por sua vez, sacrificara ao culto megálito, sim por que? Diz o texto: O Deus de Abraão e o Deus de Naor, o Deus de seu pai, julgue entre nós. E jurou Jacó pelo temor de seu pai Isaque. E ofereceu Jacó um sacrifício na montanha, e convidou seus irmãos, para comer pão; e comeram pão e passaram a noite na montanha. (Gn 31: 53-54). Culto pois Abraão foi ao sacrifico de seu filho sobre a pedra grande (megálito). Moisés o condutor do povo eleito de Deus, acabara de receber do Senhor Deus as Tábuas da Lei.

Levantou ao sopé da montanha um altar logo cedo ergueu 12 colunas segundo as 12 tribos de Israel escritas lá em (Êxodo 24:4) Então tomou Moisés aquele sangue, e espargiu-o sobre o povo, e disse: Eis aqui o sangue da aliança que o Senhor tem feito convosco sobre todas estas palavras. (v.4)
Moisés e os jovens de Israel imolam touros em sacrifícios de ação de graças, como fizeram os druidas sobre as dólmens herdados de seus predecendentes. "Moisés pegou o sangue e com ele aspergiu o povo, dizendo: Então tomou Moisés aquele sangue, e espargiu-o sobre o povo, e disse: Eis aqui o sangue da aliança que o Senhor tem feito convosco sobre todas estas palavras.( Ex. 24:8).
Josué, a quem coube a grande honraria de de fazer o povo eleito do Senhor entrar na terra prometida, sacrifica igualmente ao culto 'megalítico', atravessando o Jordão:  Sucedeu que, acabando todo o povo de passar o Jordão, falou o SENHOR a Josué, dizendo: Tomai do povo doze homens, de cada tribo um homem; E mandai-lhes, dizendo: Tirai daqui, do meio do Jordão, do lugar onde estavam firmes os pés dos sacerdotes, doze pedras; e levai-as convosco à outra margem e depositai-as no alojamento em que haveis de passar esta noite. (Livro de Josué 4:1-3). 

Explanando melhor. "Quando toda a nação acabou de passar pelo Rio Jordão, disse o Senhor a Josué: Escolha 12 homens entre o povo, um de cada tribo, e dê-lhes esta ordem: Deste lugar, do meio do Jordão, do lugar onde os sacerdotes se mantiveram de pé firme, peguem 12 pedras que serão transportadas e colocadas no lugar em que acamparão esta noite".

 Levantou Josué também doze pedras no meio do Jordão, no lugar onde estiveram parados os pés dos sacerdotes, que levavam a arca da aliança; e ali estão até ao dia de hoje. Os hebreus, "O povo saiu do Jordão do decimo dia do primeiro mês e acamparam em Galgala, no extremo do território de Jericó em Galgala Josué ergueu as 12 pedras que tinha tomado do fundo do rio Jordão: Subiu, pois, o povo, do Jordão no dia dez do mês primeiro; e alojaram-se em Gilgal, do lado oriental de Jericó.

E as doze pedras, que tinham tomado do Jordão, levantou-as Josué em Gilgal.
E falou aos filhos de Israel, dizendo: Quando no futuro vossos filhos perguntarem a seus pais, dizendo: Que significam estas pedras? Fareis saber a vossos filhos, dizendo: Israel passou em seco este Jordão.
Porque o Senhor vosso Deus fez secar as águas do Jordão diante de vós, até que passásseis, como o Senhor vosso Deus fez ao Mar Vermelho que fez secar perante nós, até que passássemos. Js 4:19-22). Atravessou o Jordão a seco.

Samuel procedeu na mesma forma: Erguirá uma pedra depois de uma vitória sobre os Filisteus devido a proteção de Eterno e chamará esse lugar pedra-d-socorro. 
"Havia três ordens de pedras lavradas, com uma ordem de vigas de cedro; assim era
também o pátio interior da casa do Senhor e o pórtico daquela casa (1 Rs 7:12)" . É também frequente ver-se ordenar aos hebreus que erijam monumentos em "pedras bruta que o cinzel de modo algum profanou. ( Ex 20:25 e Deuteronômio).

A paz do Senhor nosso Senhor Jesus Cristo conosco. As civilizações - Teologia Histórica
..................................................................................................................................................................
PS: Ainda que a palavra de Deus pertencem a todas as nações, mas ressalva-se o direito da dissertação em defesa: citar fonte ou autor
Plagio é crime Art. 29 da lei 9610/98
CPB. Arts 184 e 186
Plágio de pecados Escrituras Sagradas:
Lv. 19:13 e Jeremias 22:13.