segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

As Cartas de Paulo


A Pergunta foi: Por que se Paulo não era um dos Apostolo que andava com Jesus (dos 12) com Cristo, por que tantas cartas que ele escreveu e tantos créditos de fé lhes dão as suas obras?
Você perguntou por que? Se a Bíblia por si só são testemunhos, Paulo é a mais solidas Palavra do Senhor pela boca do homem através das Profecias, vejo o que diz o texto abaixo transcrito da Bíblia do Pregador, Paulo com certeza foi o maior pregador do evangelho de Cristo


OBJETIVO: Abordar o exemplo de Paulo que, após transformado, testemunhou da sua experiência com Jesus revelado.
Texto base: At 9:3-6 "Seguindo ele estrada fora, ao aproximar-se de Damasco, subitamente uma luz do céu brilhou ao seu redor, e, caindo por terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues?
Ele perguntou: Quem és tu, Senhor? E a resposta foi: Paulo, Paulo, duro é para ti recalcitrar contra os aguilhões.
Eu sou Jesus, a quem tu persegues; mas levanta-te e entra na cidade, lá te será dito o que te cumpre fazer".
INTRODUÇÃO:
Paulo era judeu, fariseu, da tribo de Benjamim.
Seu nome hebraico era Saulo (At 7:58).
Nasceu em Tarso, cidade da Ásia Menor.
Esteve presente na morte de Estevão: "E também Saulo consentiu na morte dele" (At 8:1).
Vivia em obediência fiel à lei mosaica e, baseado neste zelo extremado perseguia a Igreja, "entrando pelas casas; e, arrastando homens e mulheres, encerrava-os no cárcere (At 8:3)" ; o que foi por ele confirmado na Carta aos Filipenses (Fp 3:5-7).
DESENVOLVIMENTO:
O momento da conversão de Saulo:
Sua situação de perseguidor da Igreja, "respirando ainda ameaças de morte contra os discípulos do Senhor" (At 9:1), levava Saulo a viver com este propósito.
Logo após assistir a morte de Estevão, solicitou cartas para continuar as perseguições; assim "..., dirigiu-se ao sumo sacerdote e lhe pediu cartas para as sinagogas de Damasco, a fim de que, caso achasse alguns que eram do Caminho, assim homens como mulheres, os levasse presos para Jerusalém" (At 9:1-2).


A experiência no caminho de Damasco:
(At 9:3-4) – "Seguindo ele estrada fora, ao aproximar-se de Damasco, subitamente uma luz do céu brilhou ao seu redor, e, caindo por terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues?"
Paulo aceita imediatamente que Jesus é o Senhor: (At 9:5-6) Ele perguntou: Quem és tu, Senhor?
O Senhor, demonstrando seu grande amor, diz a Paulo que duro é para o homem resistir às oportunidades que o levam ao verdadeiro Caminho: "Saulo, Saulo, duro é para ti recalcitrar contra os aguilhões" At 9:5.
Recalcitrar significa teimar, resistir obstinadamente.
Paulo passou a entender que até aquele momento resistia ao Caminho, à Obra que o Senhor realizava através da sua Igreja (At 22:4 e 19).
Eu sou Jesus, a quem tu persegues...O Senhor Jesus se identifica com a Igreja: perseguindo a Igreja, Saulo perseguia a Jesus (At 9:5-6).
Senhor, que queres que faça? (At 9:6).
Paulo, diante desta experiência, deseja fazer a vontade do Senhor, transferindo para Jesus a direção de sua vida.
Em lugar da obstinação, da resistência ao chamado, passou a existir submissão e desejo de identificar-se com o Caminho.
INÍCIO DE UMA VIDA TRANSFORMADA:
Abandono dos antigos propósitos.
Paulo continuou seguindo para Damasco, mas agora sendo conduzido de acordo com o projeto do Senhor e não segundo a sua vontade pessoal (At. 9:8).
Entendimento de morte, vida e ressurreição.
Esteve três dias sem ver, durante os quais nada comeu, nem bebeu (At 9:9).
Na vida do homem transformado pelo poder do Senhor os três dias tipificam vida - morte – ressurreição de Jesus: a doutrina dos apóstolos.
Benefícios do encontro com Jesus revelado:
Assistência da igreja: Através de uma visão, o Senhor move o coração de um servo, que morava em Damasco, chamado Ananias, para dar assistência a Paulo: At 9:10 "... Disse-lhe o Senhor numa visão: Ananias! Ele respondeu: Eis-me aqui, Senhor!"
Hoje vivemos a mesma experiência no culto profético quando o Senhor quer nos mostrar aqueles que virão até a Igreja e precisam de nossa assistência.
Na visão dada a Ananias vemos um exemplo da profundidade nos dons que devemos buscar:
a identificação do endereço: "...e vai à rua que se chama Direita, e, na casa de Judas,..."
o nome da pessoa: "... procura por Saulo, apelidado de Tarso...".
a situação em que esta pessoa se encontrava: "... pois ele está orando e viu entrar um homem, chamado Ananias,que lhe imporia as mãos, para que recuperasse a vista" (At 9:11).
Vemos também a dúvida que pode surgir diante de uma conversão:
Num momento de insegurança, Ananias, duvidou da conversão de Paulo respondendo:...: Senhor, de muitos tenho ouvido a respeito desse homem, quantos males tem feito aos teus santos em Jerusalém;... (At 9:13 -14)
Ananias agiu pelo conhecimento que tinha sobre quem era Paulo, limitado à sua condição humana pois sabia que cair nas mãos de Paulo significava perseguição e morte. Às vezes não compreendemos como Deus quer agir em nossa vida e na daquele a quem iremos assistir.
Chamado para a instrumentalidade: Deus revelou a Ananias o projeto para a vida do novo convertido - Paulo estava sendo chamado para a instrumentalidade: At 9:15-16 Mas o Senhor lhe disse: Vai, porque este é para mim um instrumento escolhido para levar o meu nome perante os gentios e reis, bem como perante os filhos de Israel; pois eu lhe mostrarei quanto lhe importa sofrer pelo meu nome.
Participação no Corpo:
Entendendo o projeto de Deus para a vida de Paulo, Ananias o aceita, chamando-o de irmão...Então, Ananias foi e, entrando na casa, impôs sobre ele as mãos, dizendo: Saulo, irmão, o Senhor me enviou; (At 9:17).
O Senhor providenciou uma assistência pessoal e imediata ao novo convertido.
Ananias foi usado para confirmar a experiência de Paulo: "... a saber, o próprio Jesus que te apareceu no caminho por onde vinhas, para que recuperes a vista e fiques cheio do Espírito Santo" (At 9:17)
Paulo recebeu a imposição das mãos e tornou-se cheio do Espírito Santo, passando a enxergar, a ver o Caminho, Jesus, aquele que conduz à eternidade. Imediatamente, lhe caíram dos olhos como que umas escamas, e tornou a ver.
... levantou-se e foi batizado. (At 9:18)
Lutas e vitórias na evangelização
Deus não prometeu um caminho fácil a Paulo: eu lhe mostrarei quanto lhe importa sofrer pelo meu nome. (At 9:16)
Ler 2Co 11:24-33
Frutos da conversão – Testemunho
Paulo pode dar bom testemunho:
Perante os judeus e gentios (At 20 e At 21)
Perante o povo (At 21)
Perante o sinédrio: (At 22)
Perante o governador (At 23)
Perante o rei (At 26)


CONCLUSÃO:
A transformação de Paulo foi imediata: O chamado do Senhor é pessoal.
Na vida de Abraão, Moisés e Samuel aconteceu de maneira diferente da conversão de Paulo.
Deus chama cada um com propósitos determinados.
Os chamados foram selados com diferentes sinais que são também segundo a Sua vontade.